Home / Polícia / dados oficiais dos indicadores estratégicos de criminalidade de todo Norte/Noroeste Fluminense, que foram reduzidos comparados ao 1º semestre de 2018.

dados oficiais dos indicadores estratégicos de criminalidade de todo Norte/Noroeste Fluminense, que foram reduzidos comparados ao 1º semestre de 2018.

O comandante do 6 Comando de Policiamento de Área, Coronel Vollmer e o Diretor do 6 Departamento de Polícia de Área, o delegado civil Geraldo Rangel, divulgaram em uma coletiva nesta quarta-feira (31), os dados oficiais dos indicadores estratégicos de criminalidade de todo Norte/ Noroeste Fluminense, que foram reduzidos comparados ao 1º semestre de 2018.

Essa é a segunda vez (a primeira foi no 1 semestre de 2015), que a 6 RISP atingiu todas as metas de redução dos indicadores estratégicos de criminalidade no Estado, no Prêmio Produtividade – RISP´s (6º CPA e 6ª DPA) e no Prêmio Produtividade das AISP´s, que contempla além do 8º BPM, mais três BPMs da Região, 17 delegacias de Polícia Civil e a 155ª DPA.

Criado em 2009, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados é um modelo de gestão por desempenho, que tem como principal objetivo desencadear ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime e estabelecer as metas para a redução da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade em todo o estado do Rio de Janeiro.

Em toda área do 6º RISP, houve uma redução de 31% na ó. violenta, em 20% no roubo de rua, em 35% no roubo de veículo e em 25% no roubo de carga. No AISP 8 (Campos, São Fidélis, São Francisco e São João da Barra), houve uma redução de 26 % na letalidade violenta, em 19% no roubo de rua, em 16% no roubo de veículo e em 15% no roubo de carga.
Na AISP 29 (Itaperuna, Laje do Muriaé, Porciúncula, Natividade, Varre- Sai, Bom Jesus do Itabapoana, São José de Ubá, Cardoso Moreira e Italva), a letalidade violenta foi reduzida em 34%, o roubo de rua em 50% e o roubo de carga em 100% comparado ao esmo período do ano passado.

Na AISP 32 (Macaé, Rio das Ostras, Conceição de Macabu, Casimiro de Abreu, Quissamã e Carapebus) houve uma redução de 43 % na letalidade violenta, em 13% no roubo de rua, em 43% no roubo de veículo e em 29% no roubo de carga.

E, na AISP 36 (Santo Antônio de Pádua,Itaocara, Aperibé, Miracema, Cambuci e São Sebastião do Alto), a letalidade violenta foi reduzida em 35%, o roubo de rua em 20%, o roubo de veículo em 33% e o roubo de carga em 75%. Os dados comparados ao mesmo período (janeiro a junho) do ano anterior.

Para o Comandante do 6º CPA, Cel PM Vollmer e o Diretor da 6 DPA, o delegado civil Dr. Geraldo Rangel, o prêmio é resultado de um trabalho árduo e conjunto entre as polícias militar e civil. “ Sem a integração entre a PM e a Civil esse resultado não seria possível. Vamos continuar trabalhando duro para no 2 semestre diminuirmos mais ainda a criminalidade em todo norte e noroeste fluminense”, afirmou o comandante do 6 CPA.

Criado em 2009, o Sistema de Metas e Acompanhamento de Resultados é um modelo de gestão por desempenho, que tem como principal objetivo desencadear ações integradas de prevenção e controle qualificado do crime e estabelecer as metas para a redução da incidência dos Indicadores Estratégicos de Criminalidade em todo o estado do Rio de Janeiro.

Da Redação/Fonte: PMERJ

 

 

Você pode Gostar de:

Seminário debate contradições e potencialidades de Campos dos Goytacazes

As “singularidades, contradições e potencialidades de Campos” esteve em debate no início deste mês no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *