Ultimas Noticias
Home / Política / Esquema de dobradinha leva vereador para a prisão em São Jpão da Barra

Esquema de dobradinha leva vereador para a prisão em São Jpão da Barra

O vereador Gersinho Crispim (SD) foi preso em frente à Câmara Municipal de São João da Barra, na manhã desta quarta-feira (16). Ele chegava para a sessão do Legislativo, quando foi surpreendido por agentes do Grupo de Atribuição Originária Criminal da Procuradoria-Geral de Justiça (Gaocrim), do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.
Entre as denúncias está a prática de “rachadinha”, que é caracterizada quando um servidor repassa parte ou a totalidade de seu salário ao político que o contratou.
A sessão da Câmara desta quarta-feira aconteceu normalmente. A Casa ainda não se manifestou sobre o episódio. A defesa do vereador também não se posicionou. Gersinho foi conduzido à 145ª Delegacia de Polícia, em São João da Barra, onde foi ouvido, assim como o denunciante. Ainda não há informação sobre para onde o vereador será transferido.
O MP se manifestou por meio de nota:
O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro (MPRJ), por meio do Grupo de Atribuição Originária em Matéria Criminal (GAOCRIM/MPRJ), do Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado (GAECO/MPRJ) e da Coordenadoria de Segurança e Inteligência (CSI/MPRJ), prendeu hoje (16/10), o vereador Gersinho Crispim, em frente à Câmara de Vereadores de São João da Barra. O político foi surpreendido pelos agentes quando chegava para a sessão do Legislativo.
A prisão em flagrante foi efetuada logo após o vereador ter recebido de um assessor R$ 3,5 mil, que seriam fruto da prática de rachadinha – o confisco de parte dos salários dos servidores – o que configura crime de peculato. Gerson Crispim já vinha sendo investigado pelo MPRJ por supostos repasses de valores mensais da remuneração de servidores nomeados por ele para trabalhar em seu gabinete, sendo a prisão decorrente de ação controlada judicialmente comunicada.
As investigações apontam para a existência de uma embrionária organização criminosa, hierarquicamente organizada e suficientemente sedimentada para a prática de reiterados crimes contra a administração municipal, causando prejuízos aos cofres públicos do Município de São João da Barra.
Fonte/Fotos: Folha 1

Você pode Gostar de:

Violência em Campos assusta a população e chama a atenção das autoridades policiais. Foram dois mortos três feridos e um cachorro tambem executado

Em menos de 12 horas entre este domingo (03) esta segunda-feira (04) cinco pessoas foram …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *