Home / Campos / Está quinta-feira (11), amanheceu com o protesto de motoristas de vans do transporte alternativo.

Está quinta-feira (11), amanheceu com o protesto de motoristas de vans do transporte alternativo.

Foto: Luan Honorato/Arquivo Pessoal

A concentração aconteceu no Cais da Lap⁹a e depois pelas principais ruas do centro motoristas de vans se manifestaram em repúdio ao novo sistema de transporte de Campos Mobi Campos que começará a funcionar nesta sexta-feira (12), dia em que será o último de circulação das vans do transporte alternativo no Centro Os motoristas afirmam que terão menos retorno financeiro caso atendam apenas os distritos da cidade.

De acordo com o municipio, as vans e micro ônibus que venceram a licitação do novo transporte alimentador assinarão contrato com o Instituto Municipal de Trânsito e Transporte (IMTT) a partir de segunda-feira (15) Elas terão um prazo de um mês para se adequar ao novo sistema e iniciar a operação, atendendo aos distritos Neste período, deverão instalar GPS, adesivagem padrão e bilhetagem eletrônica.

A prefeitura vê a mudança como positiva e acredita que irá solucionar o problema no transporte público de Campos Segundo o poder municipal, a atuação dos ônibus como únicos a operarem na cidade será provisória, enquanto os motoristas de vans e micro-ônibus habilitados pela licitação não iniciam no sistema alimentador, o que acontecerá gradativamente ao longo dos próximos 30 dias.

Durante todo o ato dos motoristas de vans a Polícia Militar esteve acompanhando o protesto e garantiu a segurança Não houve registro de violência. “Eles estão no direito de se manifestarem a favor ou contra. Em nenhum momento houve violência. O ato foi totalmente pacífico e a PM esteve presente para somente, dar mais segurança aos motoristas e ao cidadão em que ali estava expondo suas opiniões”, definiu o comante do 8 BPM, tenente coronel Rodrigo Ibiapina.

Por: Sandra Santos

Você pode Gostar de:

Seminário debate contradições e potencialidades de Campos dos Goytacazes

As “singularidades, contradições e potencialidades de Campos” esteve em debate no início deste mês no …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *