Ultimas Noticias
Home / Brasil / Exemplo de Justiça: MP agiu há três anos e esvaziou a Câmara de Vereadores de uma Cidade de MG, com a prisão de nove parlamentares.

Exemplo de Justiça: MP agiu há três anos e esvaziou a Câmara de Vereadores de uma Cidade de MG, com a prisão de nove parlamentares.

Eles tinham certeza e convicção absoluta, de que nada seria feito”, disse o promotor Daniel Martinez.

Desvio de dinheiro Público é crime mas, isso, não assusta políticos de todo país. Em 2016, a Justiça de Minhas Gerais prendeu todos os vereadores de uma cidade do triângulo Mineiro e obrigou a todos a devolverem o que haviam roubado dos cofres públicos.

Se essa moda pegasse, a população não ficaria sem educação, saúde, transporte dentre outros serviços.

Após serem denunciados pelo Ministério Público e presos em 2016, nove vereadores responderam em liberdade até que devolvessem o dinheiro e renunciassem ao mandato. A pequena cidade, com pouco mais de 10 mil habitantes, em Minas Gerais, ficou sem nenhum vereador., até que os suplentes tomasse posse das cadeiras.

Na ocasião, segundo o Ministério Público, eles bolaram um esquema para receber diárias por viagens para Uberlândia, Brasília, Belo Horizonte que não foram feitas. Sem sequer sair da cidade, conseguiam declarações falsas, apresentavam e pegavam o dinheiro. Por uma diária para a capital mineira, por exemplo, cada vereador recebia, por dia, R$ 700.

Alguns vereadores chegaram a receber quase R$ 30 mil por ano só com diárias. Somado, o desvio no esquema ultrapassou os R$ 200 mil.

“A própria forma como eles agiam, os documentos que eles apresentavam e essas compras muito longe da realidade demonstram que havia uma certeza absoluta uma convicção absoluta, de que nada seria feito”, disse o promotor Daniel Marota Martinez.

Por: Sandra Santos
Fonte:G1

Você pode Gostar de:

Polícia prende um dos suspeitos de assassinar o pequeno Luiz Gabriel de 5 anos e avô de 37 anos em Campos.

Preso um dos três suspeitos de assassinar o pequeno Luiz Gabriel da Fonte, de apenas …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *