Home / Campos RJ / Cinco já estão detidos, sendo dois adolescentes, pelas mortes do pequeno Gabriel e o avô. O sexto duspeito aunda está sendo procurado pela ação integrada entre as Polícias Civil e Militar será mantida.

Cinco já estão detidos, sendo dois adolescentes, pelas mortes do pequeno Gabriel e o avô. O sexto duspeito aunda está sendo procurado pela ação integrada entre as Polícias Civil e Militar será mantida.

(Atualizada) – Ação ininterrupta há quatro dias, das Pilicias Civil e Militar já prendeu cinco suspeitos de participação no crime que vitimou o pequeno Luiz Gabriel da Fonte de 5 anos e o avô Elcilenio Pinheiro da Fonte, de 38 anos, no Parque Canaã, em Campos, na última quinta-feira (7).

Um suspeito foi detido em Guarus, horas depois do crime, que chocou a população e a própria Polícia.

Seis pessoas estão envolvidas no duplo homicídio, sendo que cinco foram à casa onde avô e neto moravam, e um seria o mandante.  Foi o que afirmou em entrevista coletiva, o delegado titular da 146ª DP, Pedro Emílio Braga, e o comandante do 8° Batalhão de Polícia Militar (8°BPM), coronel Luiz Henrique Monteiro.

Até agora, a investigação aponta que vingança ao pai do menino, seria a motivação para o crime. O jovem, estaria envolvimento na execução de dois homens ocorridas no início do mês, em Pernambuca, também em Campos. Como não foi encontrado os assassinos atiraram contra a sua família.

Na ação desta segunda, um homem foi detido e um menor apreendido no bairro onde ocorreu o crime, logo no início da manhã. Às 10h30, a polícia informou que outro suspeito, também menor, havia sido apreendido. Esse adolescente suspeito teve que ser levado primeiro para o Hospital Ferreira Machado (HFM), pararetirada de uma bala que estava alojada na sua perna.

Segundo o delegado Pedro Emílio, o suspeito foi atingido por um tiro disparado pela própria arma na noite do crime. “No entanto, dos quatro detidos, apenas um deles, confessou a participação na morte da criança e do avô”, informou o delegado.

O comandante do 8º BPM, afirmou que o trabalho integrado entre as Polívias Civilbe Militar foi essencial para a elucidação do crime. “Nós, através de inteligência, conseguimos descobrir onde cada elemento estava, para realizar as prisões sem haver nenhum dano colateral”, explicou.

“Um crime que tanto a Polícia Civil como a Militar tratou como prioridade, não só para elucidar como identificar os envolvidos. Na quinta, após 24h do crime, nós já havíamos emitido a qualificação de pelo menos cinco indivíduos que se encontravam envolvidos no crime. Na tarde de sexta, nós já possuíamos ordem de prisão e também de busca e apreensão. Também na sexta, cumprimos a primeira ordem de prisão”, disse o delegado.

Por: Sandra Santos

Você pode Gostar de:

Estrada destruída e acesso entre Iterere e Rio Preto interditada em Campos.

As chuvas dos últimos dias  causou estragos em diversos pontos de Campos e Região. Desta …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *