Home / Cidades / Os municípios de Acorizal e Chapada dos Guimarães localizados no Estado de Mato Grosso entram em recesso por 50 dias

Os municípios de Acorizal e Chapada dos Guimarães localizados no Estado de Mato Grosso entram em recesso por 50 dias

Alegando crise financeira, Acorizal e Chapada entram em recesso por 50 dias

Os prefeitos Thelma de Oliveira e Clodoaldo Monteiro, que decretaram recesso até janeiro

Municípios da Baixada Cuiabana editaram decretos suspendendo as atividades da prefeitura pelo prazo de 50 dias para contenção de despesas. São eles Acorizal e Chapada dos Guimarães.

O primeiro a tomar a medida extrema no último  dia 4 de novembro, foi o prefeito de Santo Antônio do Leveeger Valdir Castro, o Valdirzinho (PSD). Ele decretou recesso municipal de 60 dias, com o mesmo objetivo de promover reestruturação econômica e administrativa.

A Prefeitura de Acorizal  decretou recesso de quase 50 dias. A decisão passa a valer a partir desta segunda (18) e segue até 5 de janeiro de 2020. O prefeito Clodoaldo Monteiro (PSDB) anunciou que serão rescindidos  contratos de trabalho e cargos comissionados selrão exonerados.

De acordo com o Executivo, durante o recesso funcionarão apenas os serviços essenciais como educação, saúde e coleta de lixo e os administrativos internos que forem considerados necessários para o encerramento das atividades com revezamento na escala dos servidores. Na secretaria Municipal de Fazenda, funcionará apenas o setor de Tributos.

Chapada dos Guimarães

A Prefeitura de Chapada dos Guimarães também decretou recesso de 53 dias, entre 21 de novembro deste ano e 12 de janeiro de 2020, para contenção de despesas. Segundo a prefeita Thelma de Oliveira (PSDB), somente  serviços essenciais como saúde, educação, assistência Social, limpeza pública, distribuição de água e coleta de resíduos sólidos serão mantidos

No decreto, Thelma afirma  que a medida é necessária para manutenção do equilíbrio financeiro e cumprimento da Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Um dos motivos apontados é a redução de repasses do ICMS e do FPM.

Da Redação

Fonte: Blog do Romilson

Você pode Gostar de:

Campos confirmou nesta sexta-feira, 3 de abril, mais dois casos de coronavírus, totalizando três no município.

O anúncio foi feito na noite desta sexta pelo prefeito Rafael Diniz e a diretora …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *