Home / Polícia / Casal é espancado na frente do filho de sete anos, em apartamento no Minha Casa Minha Vida, sequestrado e executado a tiros em Cabo Frio

Casal é espancado na frente do filho de sete anos, em apartamento no Minha Casa Minha Vida, sequestrado e executado a tiros em Cabo Frio

fotos: Divulgação/Rede Social

O casal Débora Alves e Francisco José foi retirado após serem espancados, do apartamento onde moravam no conjunto Habitacional Minha Casa Minha Vida, no bairro Esperança, em Cabo Frio,  última terça-feira, na presença do filho de sete anos, que foi poupado pelos assassinos.

Nessa quinta uma força tarefa que reuniu policiais Civis (agentes e peritos) e militares,agentes do Instituto Estadual do Ambiente (INEA), que utilizaram drones e mateiros, além de agentes da Guarda Municipal Ambiental que utilizaram drones e mateiros, além de agentes da Guarda Municipal Ambienta para tentar localizar as vítimas, pois acreditava-se que ainda estivessem vivos em cativeiro. Os corpos foram encontrados em uma área de mata, na noite desta quinta-feira (13), a 800 metros de casa.

De acordo com o delegado da 126ª Delegacia de Polícia, Sérgio Caldas, o caso se trata de uma execução.

“Os corpos de Débora e Francisco José tinham marcas de tiros e estavam em estado de decomposição. Francisco estava com as mãos para trás e amarradas. Foi uma execução. Esta,os trabalhando para descobrir se o caso tem ligação com a disputa entre facções criminosas. Já sabemos que o casal havia se mudado de uma comunidade dominada por uma determina facção para o condomínio comandada por uma outra facção. Existe, lamentavelmente, essa guerra de facções, alguns inocentes acabam sofrendo consequências disso. Mas, não há nenhum indício de que eles tenham envolvimento com o crime organizado, apenas essa lamentável questão de disputa de facções”, declarou o delegado.

Os corpos das vítimas foram encaminhados para o Instituto Médico Legal (IML) de Macaé.

No ano passado a Polícia Militar reforçou o conjunto Habitacional após uma invasão irregular de moradores e diversos registros de violência. Na ocasião, um ex-locutor de uma rádio local e sindico de prédio, foi assassinado dentro de um dos apartamentos. A vítimna residia em Campos e estaria passando fim de semana com a esposa em Cabo Frio. A vítima tinha passagem criminal por tráfico, associação e uso de drogas.

Em entrevista ao G1, o subcomandante do 25º Batalhão da Polícia Militar, Major Leonardo Oliveira, disse que a polícia faz o trabalho dela, mas as ações são dificultadas porque o local é aberto. “A gente faz a ostensiva e preservação da ordem pública, só que ali é um condômino aberto e, infelizmente, qualquer pessoa entra e sai, pode fazer alguma coisa e dificilmente pode ser avistada fazendo. Por isso que a gente mantém o policiamento, a gente reforçou o policiamento”, disse Leonardo.

Por: Sandra Santos

Você pode Gostar de:

Tite anuncia lista da seleção com Neymar e algumas novidades Jogos contra a Colômbia, dia 6, e Peru, dia 10, marcam início da preparação da equipe para as Eliminatórias, que se iniciarão em março próximo

Na primeira convocação após a Copa América, o técnico Tite incluiu, nesta sexta-feira (16), o …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *