Home / Polícia / Vereador é executado com sete tiros em Araruama. O segundo parlamentar assassinado este ano na Região dos Lagos

Vereador é executado com sete tiros em Araruama. O segundo parlamentar assassinado este ano na Região dos Lagos

O vereador Ciraldo Fernandes da Silva (DEM), de 57 anos, foi assassinado na noite deste domingo (8) com sete tiros. Ele era parlamentar na Câmara Municipal de Araruama, na Região dos Lagos e estava em seu quarto mandato.

O Disque Denúncia, serviço não governamental que auxilia autoridades de segurança do Rio na busca por informações e por criminosos, ele estava em um bingo, próximo ao bar da Amendoeira, em Araruama, quando, por volta das 19h25, dois homens armados passaram atirando.

A Polícia investiga envolvimentos de traficantes na morte do vereador

Ainda de acordo com o Disque Denúncia, a Delegacia da Polícia Civil de Araruama (118ª DP) investiga se a morte foi uma represália de criminosos envolvidos com a venda de drogas na cidade, já que Ciraldo, que também era dono de uma loja de material de construção, teria se recusado a pagar propina aos criminosos.

O Disque Denúncia recebe informações sobre o crime, por meio de seu aplicativo para celulares, por mensagem privada em seu perfil no Facebook, pelo WhatsApp/ Telegram (21) 98849-6099 ou pelo telefone (21) 2253-1177.

O corpo do vereador está sendo velado na Câmara Municipal de Araruama, e será enterrado no final desta tarde. Luto oficial de três dias foi decretado pela Casa.

O político foi eleito vereador nas últimas eleições municipais com 1904 votos. Este é o segundo caso de assassinato envolvendo um vereador na mesma região somente neste ano. Em maio, Sérgio Cunha de Andrade, o Serginho da Lotada, foi executado no mesmo bairro onde Virando foi executado.

De acordo com a Secretaria Pública do Estado,  o Estado sete políticos morreram assassinados em 2019.

Da Redação
Fonte: Agência Brasil

Você pode Gostar de:

Concurso ambiental premia estudantes.

Alunos da rede municipal produziram vídeos sobre a Reserva Caruara para projeto da Porto do …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *